Copa União de Clubes: Decisões movimentam São Luiz da 6ª Légua


jogo de ida das finais contra o São Luiz, o Juvenil saiu perdendo e virou o jogo para 3x2: arbitragem foi de Márcio Chagas

O campo do São Luiz, na 6ª Légua, logo depois do bairro Cruzeiro, é o palco onde serão conhecidos os dois primeiros campeões do Copão, que reúne as quatro principais categorias da Copa União de Clubes 2017 – máster, veteranos, suplentes e titulares. No sábado e domingo, à tarde, o time da casa enfrenta o Juvenil de São Braz, em jogos que valerão o título nos másters e suplentes.

No final de semana seguinte, será a vez de veteranos e titulares definirem os campeões, com a comunidade de Bevilacqua como a grande anfitriã da festa do futebol. No sábado, dia 18, o time da casa encara o São Luiz, nos veteranos, e no domingo, dia 19, enfrenta o União Forquetense, nos titulares.

O Copão está no final com grandes jogos, nos aspectos técnicos, de determinação dos jogadores e pelas emoções que apresentam. Nos confrontos de ida, no final de semana passado, apenas o time de veteranos do Bevilacqua venceu entre os visitantes, que tiveram melhor campanha na fase de classificação. Isso significa que todas as decisões estão em aberto, não havendo favoritos.

Se ao final da segunda partida ocorrer igualdade em pontos, não importando o saldo de gols, haverá uma prorrogação de 30 minutos. E, em caso de empate, o campeão será definido nos pênaltis, diferente das fases anteriores, nas quais a melhor campanha prevalecia.

No confronto deste sábado, nos másters, a única vantagem do São Luiz é o fator local, após o empate em 2 x 2 na ida. Assim, a expectativa é de um jogo equilibrado, em que as equipes precisarão administrar bem a ofensividade com os cuidados na defesa.

Já para o domingo o Juvenil chega mais tranquilo depois da vitória por 3 x 2 em casa. Assim, caberá ao São Luiz a iniciativa, mas também sem dar espaço aos contra-ataques, que podem ser fatais. Trata-se de um confronto em que pesará bastante a estratégia dos técnicos.

São dois jogos que mexerão com as comunidades. E certamente muitos desportistas, mesmo sem ligação com os clubes, comparecerão para apreciar um futebol aguerrido e com qualidade. E com a expectativa de boa disciplina e respeito aos adversários, o que se espera em competições desse nível.

ACOMPANHE

Neste final de semana

CATEGORIA MÁSTER

Sábado, dia 11/11, 16h

Em São Luiz da 6ª Légua

São Luiz x Juvenil

Jogo de ida

Sábado, dia 4/11

Em São Braz

Juvenil 2 x 2 São Luiz

CATEGORIA SUPLENTES

Domingo, dia 12/11, 16h

Em São Luiz da 6ª Légua

São Luiz x Juvenil

Jogo de ida

Domingo, dia 5/11

Em São Braz

Juvenil 3 x 2 São Luiz

No próximo final de semana

CATEGORIA VETERANOS

Sábado, dia 18/11, 16h

Em Bevilacqua

Bevilacqua x São Luiz

Jogo de ida

Sábado, 4/11

Em São Luiz da 6ª Légua

São Luiz 0 x 1 Bevilacqua

CATEGORIA TITULARES

Domingo, dia 19/11, 16h

Em Bevilacqua

Bevilacqua x União Forquetense

Jogo de ida

Domingo, dia 5/11

Em Forqueta

União Forquetense 3 x 1 Bevilacqua

Artilheiros

Categoria máster

1º, José Adão Fonseca (São Luiz), 21 gols; 2º, Valtair Fortunato (São Francisco), 16 gols, 3º, Marcio José Andreola (Juvenil), Marcos Antonio Cechinatto (Bevilacqua) e Paulo Vanderlei Mignoni (São Virgílio), 8

Categoria veteranos

1º, Adriano dos Santos Porto (São Luiz), 13 gols; 2º, Fabio Helio Christofaro (União Forquetense) e Ismael da Silva (São Luiz), 11; 3º, Pablo Souza Rodrigues (São Luiz), 9 gols; 4º, Alex Sandro Vencato (São Virgílio), 8

Categoria suplentes

1º, Daniel Oliveira da Conceição (São Luiz), 21 gols; 2º, Jonahtan Jardel Heisler (Juvenil), 15; 3º, Fabio Augusto de Camargo (Bevilacqua), 9; 4º, Ricardo Perin Biondo (Juvenil), 8

Categoria titulares

1º, Gilnei Gatelli da Silva (Juvenil), 9 gols; 2º, Alan Varela Maciel (Bevilacqua), Felipe Brandalise (Pedancino) e Mateus Tomiello (Bevilacqua), 8

SUPERSÊNIOR TEM JOGO EM FORQUETA

Neste sábado, a partir das 16h, em Forqueta, ocorre o primeiro jogo da final da categoria supersênior da Copa União de Clubes 2017. União Foquetense e Minuano se enfrentam, e o segundo confronto está marcado para o dia 18, em Faznda Souza, ainda sem horário definido. Mas o que era uma simples competição com o objetivo de movimentar atletas acima de 50 e 55 anos (goleiros), e com participação opcional do clubes – cinco estiveram representados –, acabou ganhando contornos polêmicos, e que colocam em risco a unidade da Copa União. O problema ocorreu nas semifinais, entre Pedancino e Forquetense. Esse clube escalou o atacante Renato Teixeria no jogo de ida, realizado em Forqueta, no dia 28 de outubro. Mas, segundo a direção do Pedancino, o jogador não teria disputado o número mínimo de partidas determinado pelo regulamento. Como direção da Copa União confirmou que estava tudo correto, o Pedancino se recusou a colocar o time em campo no último sábado, dia 4, em Fazenda Souza. Dessa forma, o clube acabou penalizado com a perda de pontos e determinação do pagamento de multa. Esse fato gerou uma revolta da direção do Pedancino, que acabou recebendo o apoio de outros clubes, sob a alegação de que o regulamento não foi cumprido. E, na tarde de quinta-feira, o Pedancino informou aos demais dirigentes que está abrindo mão dos ingressos para a festa de encerramento da competição e poderá recorrer à Justiça Comum contra a organização do campeonato. Assim, a Copa União está sob o risco de uma divisão entre os participantes. A maior parte dos representantes das agremiações indicaram apoiar o Pedancino nas trocas de mensagens de um aplicativo que serce para a comunicação entre eles. Assim, a direção precisará de muita habilidade para contornar a situação e manter a unidade. No caso de igualdade em pontos nas duas partidas decisiva, haverá prorrogação de 30 minutos após o final da segunda. Se estão não apresentar um vencedor, a definição do título ocorrerá nos pênaltis. O Minuano, que não tem nada a ver com a bronca, chegou na final passando pelo São Virgílio, com vitória de 1 x 0 e empate em 2 x 2. O time de Fazenda Souza teve a melhor campanha na primeira fase.

Posts Recentes

© 2016 por Alan Diego Mendes