MGA Games comemora o bi estadual

Equipe base que ganhou os dois títulos estaduais para o MGA Games - 2015/2016

Renatinha comandou as duas conquistas: na segunda, em especial, ela foi decisiva

Realmente este é um time Maravilhoso, Genial, Admirável. Com garra, técnica e perseve-rança, o MGA Games foi buscar em Uruguaiana o que parecia ter perdido aqui, no primeiro jogo, no Enxutão, quando foi derrotado pela Celemaster por 5x4. Lá, as comandadas do técnico André Machado, o Dhé, fizeram a virada de forma fantástica: venceram por 4x0 no tempo regulamentar e por 2x0 na prorrogação, para não deixar dúvidas. E, como sempre, Renatinha fez a diferença, com gols e assistências espetaculares. Nos 40 minutos regulamentares, o MGA Games resolveu a parada com gols de Cota, Renatinha, Teti e Renatinha mais uma vez. Na prorrogação, novamente Rena-tinha e Teti marcaram para o time caxiense. A goleira Bruna, também com espetacular atuação, defendeu um pênalti quando o placar era de 1x0 na prorrogação. Importante é destacar que realmente Renatinha é uma jogadora especial, craque na acepção da palavra, e melhor jogadora do futsal brasileiro na atualidade, segundo o técnico Dhé. Mas o MGA tem outras jogadoras extraordinárias, como Bruna, Teti, Cota, Shai e Talita, que formam o time base, além de contar no banco com atletas de luxo, titulares em qualquer outro clube gaúcho que disputa o Estadual. Logo, não é por acaso que o MGA Games chegou ao título estadual pela segunda vez consecutiva, com campanhas extraordinárias. Uma pena - mas muito importante para ela, profissionalmente - é que Renatinha, agora em definitivo, foi jogar na Itália, mais propriamente na equipe Ternana, campeã italiana no ano passado. Renatinha viajou na última segunda-feira para a Itália - ela já havia ido antes para aquele país, mas voltou para atuar nas duas finais do Estadual do Rio Grande do Sul. Em tempo: o nome da equipe, MGA Games, surgiu de uma locadora de videogames, onde crianças se reuniam para jogar com esse equipamento. Foi onde surgiu a escolinha de futsal, pois esses mesmos meninos jogavam em frente à locadora em rua de terra. Era MEGA GAMES, mas foi abreviado para MGA.

Um casal especial Arquimimo Lopes Borges, 31 anos, e Dieli Schmidt, 27, pais de Manuela, 2 aninhos, são os responsáveis maiores pela ascensão do MGA Games, tanto na escolinha como no sub 20 e, nos últimos tempos, com a equipe feminina, que tem apoio financeiro apenas do Fiesporte, sem patrocínio algum. Mimo, presidente, e Dieli, secretária, não escondem a alegria pelo que vem acontecendo com a equipe que comandam: “É um sonho sendo realizado, que começou há 16 anos, ainda não caiu a ficha. Estamos muito felizes e orgulhosos por ajudar o futsal feminino em Caxias do Sul”, resume Mimo. Diele enfatiza o trabalho realizado: “É muita luta e determinação para conseguir atingir esses objetivos. O MGA vem crescendo muito e com muita garra estamos superando os limites, sem passar por cima de ninguém e sendo honestos e verdadeiros neste nosso trabalho. Amo o que eu faço, ajudar crianças e jovens. Este título é fruto de muito trabalho. As meninas mereceram, por seu empenho ao longo de todo o ano”. O MGA Games realmente é um orgulho caxiense, em todos os entidos. E pessoas como Mimo e Diele são mesmo especiais.

GRUPO CAMPEÃO

ATLETAS

Bruna Bueno Camila Palauro Carina da Silva Daiane Keppeler Gilvana Vigolo Jaqueline Peres (Cota) Ketlin Borges (Teti) Letícia Madruga Natália Festugato Núbia Claro Renata Adamatti (Renatinha) Shaiane de Camargo Renata Máximo Talita Bianchi

DIREÇÃO, COMISSÃO TÉCNICA E APOIADORES

Mimo Borges (Presidente) André Machado, o Dhé (Técnico) Alexandre Rabelo (Preparador Físico) Diego Silva (Fisioterapeuta) Ederson da Rocha (Prep. de Goleiras) Dieli Schmidt (Secretária) Débora Winckler

CAMPANHA

14 jogos 11 vitórias 01 empate 02 derrotas

Ao todo foram 132 gols no campeonado, sendo 45 de Renatinha

Posts Recentes

© 2016 por Alan Diego Mendes